Related »

A Gazeta – MT 90% dos capturados morrem

on novembro 30 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Da Redação

Cerca de 90% dos animais capturados por traficantes morrem antes mesmo de chegar aos seus receptadores. As formas e os mecanismos usados para esconderijo e transporte dos animais acabam sacrificando a maior parte dos bichos. “Já encontramos aves dentro de tubos de PVC, sem nenhuma abertura sequer para respiração dos animais”, informou o responsável pelo setor de Faunas do Ibama em Mato Grosso, Ediberto do Nascimento.

A estimativa é de que a cada 10 animais capturados, apenas um chega ao destino final. Por isso é comum a captura de muitas unidades da mesma espécie. Segundo a Renctas, o tráfico de animais silvestres acontece em três modalidades: animais para colecionadores particulares e zoológicos, para fins científicos (biopirataria), para pet shop, além de produtos da fauna.

O levantamento da organização não-governamental indica a existência de quatro categorias para o comércio ilegal: o contrabando, o uso de documentos legais para encobrir produtos ilegais e de documentos falsos, além de outras não listadas. A maior apreensão de animais silvestres aconteceu em 1995, quando 500 canários-da-terra foram apreendidos em Cáceres. A ave é típica do sul de Mato Grosso. (AP)

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top