Related »

Animais apreendidos em operações policiais são devolvidos à natureza no interior de São Paulo

on março 29 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Gato-do-mato-pequeno foi solto em reserva ambiental (Foto: Reprodução/TV TEM)

Gato-do-mato-pequeno foi solto em reserva ambiental (Foto: Reprodução/TV TEM)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais de 150 pássaros foram soltos em uma área de reserva ambiental de Cerquilho. A maioria foi vítima do tráfico ilegal de animais silvestres em São Paulo.

ais de 150 animais, entre aves raras e um gato-do-mato-pequeno, foram devolvidos à natureza nesta terça-feira (28), em uma reserva ambiental de Cerquilho (SP). A soltura fez parte do projeto ‘Gaiola Aberta’, que acontece em parceria com a Polícia Militar Ambiental.

Segundo o biólogo do projeto, Antônio Miranda Fernandes, ao todo foram 160 animais soltos em uma reserva ambiental. Eles foram apreendidos em operações da Polícia Militar Ambiental de São Paulo, sendo a maioria vítima de tráfico ilegal de animais silvestres. Após serem capturados pela polícia, eles foram levados ao Parque Ecológico de Tietê.

“Eles ficam no Parque para depois fazermos a soltura em uma área de Cerquilho que é usada há 10 anos. Não divulgamos qual área é justamente para evitar a caça ilegal. Depois da soltura, tem o processo de monitoramento, onde acompanhamos os pássaros com um binóculos e os outros animais para constatarmos se eles estão se adaptando na mata. Além disso, a gente faz um trabalho de estudo populacional, educação ambiental com os vizinhos”, afirma.

Animais foram soltos em uma reserva ambiental de Cerquilho (Foto: Reprodução/TV TEM)

Animais foram soltos em uma reserva ambiental de Cerquilho (Foto: Reprodução/TV TEM)

Entre as espécies de pássaros soltos nesta terça-feira estavam as de tico-tico-rei e trinca-ferro. O gato-do-mato-pequeno, que é a menor espécie de felino silvestre do Brasil e que está ameaçada de extinção, também foi solto. O animal foi capturado depois de invadir uma casa em Mairinque, afirma o biólogo.

Antônio explica que o projeto faz a reabilitação de animais silvestres desde 2003. A ideia é reinserir os animais na natureza e evitar a caça. “A caça predatória provoca o desequilíbrio porque afeta problemas com praga. Tem animal que se alimenta de larva. Se colocar esse animal em cativeiro, essa larva acaba destruindo a parte agrícola. É uma obrigação de todo mundo denunciar. A denúncia pode ser anônima”, afirma.

Projeto 'Gaiola Solta' é feito em parceria com a PM Ambiental (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Projeto ‘Gaiola Solta’ é feito em parceria com a PM Ambiental (Foto: Reprodução/ TV TEM)

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top