Related »

Bicho-preguiça com filhote é flagrado próximo a residencial em Rio Branco, AC

on julho 27 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Bióloga alerta que expansão imobiliária pode prejudicar a fauna.
Imagem foi flagrada na manhã deste domingo (26).

27/07/2015 12h11
G1 – AC

 

Animal estava acompanhado com o seu filhote quando foi fotografado. Foto: Elizânia Dinarte/Arquivo pessoal

Animal estava acompanhado com o seu filhote quando foi fotografado.
Foto: Elizânia Dinarte/Arquivo pessoal

 

Bióloga alerta que expansão imobiliária pode afetar a fauna de Rio Branco. Foto: Elizânia Dinarte/Arquivo pessoal

Bióloga alerta que expansão imobiliária pode afetar a fauna de Rio Branco.
Foto: Elizânia Dinarte/Arquivo pessoal

 

A jornalista Elizânia Dinarte flagrou um bicho-preguiça e seu filhote atravessando a rua próximo ao residencial Reserva do Bosque, no bairro Alto Alegre, em Rio Branco.

De acordo com ela, era por volta das 8h quando estava saindo de casa e se deparou com o animal tentando atravessar a rua com o seu filhote agarrado na barriga.

“Foi a primeira vez que eu vi, mas o vigia que fica aqui na portaria disse que outro dia tinha visto ela na cerca pertinho, mas não no chão. E ai vi que ela estava carregando o filhotinho na barriga, fiquei encantada e esperando ela atravessar. Ela tentava atravessar a rua até uma área de mata que fica ali próximo”, conta.

De acordo com a jornalista, o bicho tentou a travessia, mas não conseguiu e retornou para o local de onde tinha saído. “Ela voltou e pegou no cipó, foi quando fotografei ela já na árvore”, diz.

A bióloga Joseline Guimarães identificou a espécie e se trata de uma Bradypus variegatus, mais conhecida como preguiça-de-bentinho. Ela diz que a aparição do animal no condomínio revela uma disputa de espaços.

“Ela é muito comum no Acre e no restante da América do Sul. Com a expansão imobiliária na nossa cidade, que tem muitos fragmentos florestais com animais, ocorre uma disputa de espaços, na qual a fauna é prejudicada, sendo necessária sua transferência para locais mais apropriados e seguros, pois infelizmente em alguns casos são agredidos”, destaca.

Ainda de acordo com Joseline, nesses casos, o Corpo de Bombeiros deve ser acionado para remover o animal e levá-lo até um local seguro. “Após o resgate, o animal será encaminhado para o Centro Triagem de Animais Silvestres (Cetas), onde são avaliados e destinados para a soltura no habitat protegido ou para cativeiro”, explica.

CLIQUE AQUI para notícia original.

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top