Related »

Diário dos Campos – Ponta Grossa/PR – Denúncias intensificam apreensões de aves silvestres na região de Ponta Grossa, PR

on janeiro 5 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Mariana Galvão Noronha

Cerca de 450 aves silvestres foram libertadas de cativeiros ilegais em 2013.
Foto: Arquivo DC

A maior ocorrência de denúncias anônimas da população de Ponta Grossa e região durante o ano de 2013 possibilitou a libertação de aproximadamente 450 aves silvestres mantidas em cativeiros ilegais.

O crime é considerado rentável no mercado negro. As aves são valoradas pela espécie e canto.

Entretanto, de acordo com o sub-tenente da Polícia Militar Ambiental, Jamil Dainelli, manter os animais em cativeiro para comercialização além de crime, é uma prática bastante cruel. “É um crime grave que tem ocorrido na cidade, mas que precisa ser pego em flagrante para ser caracterizado como comércio ilegal. A captura é um processo bastante cruel. Os captores costumam usar uma cola, que pode resultar na morte de algumas aves. Eles não se preocupam com a vida do animal quando ele não é muito rentável. Além disso, após a captura, muitos pássaros acabam morrendo pelo estresse ou ao se debaterem na tentativa de fugir”, relata o sub-tenente.

De acordo com ele, é comum que agricultores de pequenas propriedades ajudem na captura dos animais e lembra que algumas características apontam que a captura foi recente. “Quando encontramos os animais ainda muito ariscos ou machucados, percebemos que a captura foi recente. Mesmo quando recolhemos estes animais, nem sempre conseguimos libertá-los em seu meio natural novamente. A readaptação é muito difícil, dependendo da espécie”, destaca Dainelli.
O sub-tenente frisa que a ajuda da população é fundamental para conseguir coibir este crime em Ponta Grossa e região.
“São as denúncias que nos levam a muitos cativeiros ilegais. Também realizamos patrulhamento em estradas rurais, abordagens e bloqueio em vias, encontrando outros casos. Mas a colaboração da população é fundamental”, finaliza.
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top