Related »

Diário do Grande ABC – Campanha combate o tráfico de animais

on April 6 | in FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

A Ecovias e a Renctas (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres) lançaram terça-feira o Projeto Guardiães da Fauna, campanha com o objetivo de combater o tráfico de animais silvestres. Com a distribuição de folhetos nos pedágios das rodovias do sistema e na divulgação de vídeos educativos nas escolas da região, a entidade e a concessionária esperam conscientizar a população dos perigos do comércio ilegal de animais.

Há três anos, a Umesp (Universidade Metodista de São Paulo) e a Ecovias firmaram um convênio para a realização de pesquisa das espécies naturais do Parque Estadual da Serra do Mar. O estudo mostra que existem 127 espécies na região, sendo 12 ameaçadas de extinção. Segundo Marcelino Rafart de Seras, diretor-presidente do grupo EcoRodovias (holding que administra a Ecovias), a intenção do projeto é mostrar à população a importância da preservação dessas espécies.

A veterinária e coordenadora de projetos da Renctas, Ângela Maria Branco, afirma que a conscientização de caminhoneiros também é importante. “Muitas vezes são eles que fazem o transporte e nem sempre têm noção do dano que estão causando ao meio ambiente e que essa prática é criminosa”, diz.

Tráfico – Estudo da Renctas mostra que o comércio ilegal de animais é o terceiro maior do Brasil, perdendo apenas para o tráfico de armas e drogas. Anualmente, cerca de 38 milhões de animais são retirados das florestas brasileiras, sendo que só 10% chegam vivos ao destinatário. “Quando alguém compra um animal silvestre financia a morte de muitos outros”, diz o sargento da PM Isac Costa Novais, da 2ª Companhia Ambiental de São Paulo.

Segundo a Polícia Ambiental, a maioria dos animais apreendida é de pássaros cantadores, como o canário da terra, o sabiá, o pássaro preto e o picharro (trinca-ferro). O valor pode variar entre R$ 50 e R$ 120 mil, como é o caso da arara-azul. “Quanto mais raro o animal, mais caro”, explica o sargento.

Para denunciar o comércio ilegal de animais silvestre, assim como o endereço de eventuais criadores, o telefone é 0800-132060.

Pin It

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

« »

Scroll to top