Related »

Estadão – Sarney Filho quer a população fiscalizando o comércio ilegal

on November 13 | in FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

BRASÍLIA – O ministro do Meio Ambiente, José Sarney Filho, conclamou ontem a população a fiscalizar o comércio ilegal de animais silvestres no País. “É preciso que cada pessoa se torne um fiscal”, disse ele, ao participar do lançamento do 1.º Relatório Nacional sobre o Tráfico de Fauna Silvestre.

Sarney Filho admitiu a falta de pessoal, equipamentos e dinheiro nos órgãos governamentais encarregados de combater o tráfico. “São as falhas de um país pobre”, disse ele, enfatizando que a participação da sociedade é decisiva, além de um maior entrosamento entre as autoridades federais, estaduais e municipais.

O diretor de Fauna e Recursos Pesqueiros do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), José de Anchieta dos Santos, afirmou que sua diretoria precisaria pelo menos quintuplicar o orçamento para fazer frente à ação dos traficantes, subindo dos atuais R$ 2 milhões para R$ 10 milhões. Segundo Santos, isso deverá ocorrer em 2002. Ele afirmou que o Ibama tem cerca de 1.200 fiscais para coibir todo tipo de crime ambiental no País. Lembrou ainda que o tráfico de animais deixou de ser crime inafiançável e disse desconhecer alguém que esteja preso por esse delito.

O Ministério do Meio Ambiente e a Polícia Federal firmaram acordo ontem para reforçar a fiscalização. Sarney Filho limitou-se a rir quando lembrado pelos repórteres que seu pai, o hoje senador José Sarney (PMDB-AP), ficou famoso quando ocupou a Presidência da República por conclamar a população a fiscalizar os abusos de preço, durante o Plano Cruzado, em 1986. (D.W.)

Pin It

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

« »

Scroll to top