Related »

Folha do Estado – MT – Reestruturação é a principal meta do comando do Batalhão de Polícia Florestal

on December 13 | in FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

O Batalhão de Polícia Florestal vem passando por uma grande reestruturação e uma das modificações é a criação do Centro de Reintrodução de Animais Silvestres, através de um convênio com a Universidade de Cuiabá (UNIC). No Centro, os animais apreendidos nas fiscalizações, serão tratados para serem devolvidos ao habitat natural.

“Quando a gente começa a fazer as denúncias, eles são trazidos para o Centro, medicados e feita uma vistoria para saber se tem condições de voltar ou não ao habitat natural”, explicou o subcomandante do Batalhão de Polícia Florestal, capitão Wilson Batista.

Um exemplo é a onça “Lyon”, apreendida em uma operação realizada na região de Barra do Bugres. Ela não tem condições de retornar ao seu habitat, pois foi criada desde filhote pelo seu ex-dono e já está muito domesticada. Além disso, “Lyin” sofre de catarata em um dos olhos. “A cirurgia será feita assim que a veterinária da Unic chegar de viagem. Daí ela vai ficar aqui. Provavelmente será o mascote”, explicou o capitão Batista.

Além do Centro de Reintrodução de Animias Silvestres será feito um viveiro no próprio Batalhão para abrigar os animais apreendidos que não vão para o zoológico da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e nem ficam com os donos, como fiéis depositários. No viveiro haverá um ambularório, que contará com um biólogo e um veterinário. “Nós teremos uma ação mais independente, mas estaremos em parceria com a Unic, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama) e com a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas) e Fundação Estadual do Meio Ambiente (Fema)”, salientou o capitão.

O telefone para denúcia de criação e tráfico de animais silvestres é 684-2972, 684-4244 e 684-1633.

Pin It

Related Posts

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

« »

Scroll to top