Related »

Tecnologia desenvolvida em MS vai monitorar animais silvestres

on setembro 11 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

unnamed

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Wendy Castro, Sebastião (funcionário da CESP), Guellity Marcel e Walfrido Moraes Tomas durante pesquisa. Foto: Divulgação/Fundect

Projeto vem analisando dados de jacarés, veados, cervos e queixadas

Pesquisadores em Mato Grosso do Sul desenvolvem sistema pioneiro no Brasil para monitorar animais silvestres. Essa tecnologia já existe fora do país, mas o projeto é para criar produto nacional.

O pesquisador da Embrapa Pantanal, Walfrido Moraes Tomas, é o coordenador do trabalho, que é denominado Desenvolvimento de Sistema Nacional de Monitoramento da Fauna Silvestre com Colares GPS para Estudos Ecológicos e de Mitigação de Impactos de Projeto Hidroelétricos.

A atual fase do projeto é a de colocar colares nos animais e realizar testes para avaliar a performance do sistema.

Depois de pronto, esse produto deve servir para pesquisadores de diferentes partes do país. Em casos de construção de hidrelétricas, por exemplo, que há impacto na fauna, a proposta poderá ser usada para minimizar danos e morte de animais.

No Estado, o projeto atualmente é utilizado para monitorar cervos-do-pantanal, queixadas, jacarés, veado campeiro e veado-mateiro.

Com base em tecnologia GPS, incluindo sistema de posicionamento, recepção, envio e armazenamento de dados, o sistema ainda tem software que ajuda a traduzir os dados obtidos.

“Em queixadas, por exemplo, estamos programando os colares para um registro de posição dos animais a cada meia hora. Nos primeiros três meses de teste de uma das queixadas foram obtidas 4 mil localizações, o que permite detalhar muito os locais escolhidos pelos animais na paisagem, bem como aqueles evitados, entre outras inferências acerca da ecologia da espécie em questão”, explicou o pesquisador.

O projeto consegue mostrar a posição do animal em vários intervalos de tempo. É possível obter detalhes como coordenadas geográficas, horário, data, entre outras informações.

O investimento no projeto é da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul e da Companhia Elétrica de São Paulo (Cesp). Não foi divulgado o valor que está sendo investido na pesquisa e qual deve ser o preço desse sistema no mercado.

Exemplo dos dados obtidos, em um mapa de localizações de três queixadas monitoradas. Os pontos em azul correspondem a três meses do indivíduo 12, e os pontos em amarelo e vermelho correspondem a 30 dias de localizações dos indivíduos 11 e 13. Foto: Arquivo do pesquisador

Exemplo dos dados obtidos, em um mapa de localizações de três queixadas monitoradas. Os pontos em azul correspondem a três meses do indivíduo 12, e os pontos em amarelo e vermelho correspondem a 30 dias de localizações dos indivíduos 11 e 13.
Foto: Arquivo do pesquisador

Fonte: http://www.correiodoestado.com.br/ciencia-e-saude/pesquisadores-de-ms-desenvolvem-equipamento-inovador-para-monitorar/286427/

 

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top