Related »

Filhote de onça-pintada criado como gato é resgatado em cidade de MT

on junho 10 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Animal foi encontrado por moradores há um mês em Marcelândia.
Filhote é tratado no Batalhão Ambiental e toma 5 mamadeiras por dia.

09/06/2016 10h29
Do G1 – MT

 

Filhote de onça-pintada é alimentado após ser resgatado em Mato Grosso. Foto: Batalhão Ambiental

Filhote de onça-pintada é alimentado após ser resgatado em Mato Grosso.
Foto: Batalhão Ambiental

 

Filhote de onça-pintada criado como gato é resgatado em cidade de MT. Foto: Batalhão Ambiental

Filhote de onça-pintada criado como gato é resgatado em cidade de MT.
Foto: Batalhão Ambiental

 

Um filhote de onça-pintada foi resgatado nesta quarta-feira (8) na cidade de Marcelândia, a 712 km de Cuiabá.

De acordo com Batalhão da Polícia Ambiental em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, o animal estava sendo criado como gato doméstico por uma moradora que o encontrou. Depois de ser cuidado por quase um mês, a moradora entregou a onça-pintada para as autoridades.

De acordo com o sargento Joelson de Paula, a onça-pintada é fêmea e tem aproximadamente 60 dias de vida. “O estado de saúde dela está normal e a estamos alimentando com leite de cabra, que é o mais apropriado para esse animal, que ainda está no período de lactose. Ela toma quase cinco mamadeiras por dias”, explicou ao G1 o sargento.

Segundo o batalhão, filhote deve ser encaminhado para fazer exames no hospital veterinário da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Cuiabá, entre esta quinta-feira (9) e sexta-feira (10). A família de uma servidora encontrou o filhote em uma área rural de Marcelândia, há aproximadamente um mês.

“Acreditamos que ela deve ter se perdido da mãe. Essa servidora a levou para a cidade, ficou cuidando dela em casa, como se fosse um gato. Ela é pequena ainda, é do tamanho de um gatinho. A moradora cuidou e ligou pedindo orientações”, disse o sargento Ezequiel Dias, do Batalhão Ambiental.

Conforme o batalhão, a moradora foi orientada a entregar o animal. Os policiais alertaram sobre os riscos de uma má alimentação ou problemas que poderiam ocorrer caso a moradora continuasse com o filhote em casa, já que poderia acostumar o animal com a presença de humanos. De acordo com o sargento, isso poderia influenciar numa possível reabilitação à natureza.

 

CLIQUE AQUI  para notícia original.

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top