Related »

Folha de Rondônia – PVH discute tráfico de animais

on agosto 9 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Conscientizar a sociedade e discutir estratégias e ações. É com essa proposta que a Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas), organização não governamental, e a embaixada britânica estão realizando, desde ontem, com encerramento previsto para hoje, o XV Workshop Nacional – Animais Silvestres – Normatização e Controle, no auditório da Faculdade de Ciências Exatas e Letras de Rondônia (Faro), em Porto Velho.

A comercialização de animais tem levantado polêmica e aos poucos vem despertado o interesse dos poderes públicos, a partir do relatório da Renctas, divulgado em novembro do ano passado, em que aponta essa atividade como a terceira maior do mundo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e de armas. No Brasil, segundo os dados oficiais, são movimentados, anualmente, um bilhão e meio de dólares com a retirada de cerca de 38 milhões de espécies, enquanto no mundo todo os valores são entre 10 e 20 bilhões de dólares.

A arara azul é a mais visada pelos que compram, devido à beleza; e pelos predadores, por custar, em média 60 mil dólares, algo em torno de 200 mil reais. Um ovo dessa ave está avaliado em 10 mil dólares, ou seja, mais de 30 mil reais. Conforme o coordenador da Renctas, Dener Giovanini, as regiões Norte e Nordeste, assim como o Rio de Janeiro, são os que apresentam maiores facilidades para o tráfico de animais, haja vista a grande quantidade, diversidade de espécies e localização estratégica. Os pontos de recebimento são, principalmente, a Europa, Ásia e Estados Unidos.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top