Related »

ICMBIO resgata filhote de peixe-boi após encalhe em praia de Alagoas

on outubro 14 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Animal foi encontrado com pequenas escoriações, mas bem de saúde.

14/10/2014
ICMBIO – Brasília, DF

Foto: Divulgação ICMBIO

Foto: Divulgação ICMBIO

Brasília (14/10/2014) — Um filhote de peixe-boi encalhou na praia de Pratagy (AL) e foi resgatado com vida pela equipe da Base Avançada do Centro de Mamíferos Aquáticos (CMA/ICMBio), na última sexta-feira (10). Trata-se de uma fêmea que mede 1,10 m e pesa 24,5 quilos. Este foi o primeiro peixe-boi recém-nascido resgatado vivo no estado de Alagoas em 20 anos de atuação do Projeto Peixe-boi/ICMBio.

O animal foi encontrado com pequenas escoriações causadas pela areia no momento do encalhe, mas estava bem de saúde.

Nas primeiras 24 horas, o peixe-boi foi mantido em um braço do rio Meirim, período em que as equipes do CMA tentaram localizar a mãe do filhote. Como não foram avistados peixes-boi adultos na região, o mamífero foi transportado para o Centro de Reabilitação de Animais Silvestres (CRAS) do Centro de Mamíferos Aquáticos em Itamaracá/PE, onde passará por exames clínicos e laboratoriais.

O analista ambiental e responsável pela Base do CMA em Alagoas, Iran Normande, coordenou o resgate até a chegada da veterinária Gláucia Pereira, que assumiu os cuidados com o animal. “Foi incrível ver a dedicação de toda a equipe que atravessou a madrugada dentro d’água e mesmo assim encontrou forças para realizar as buscas após o nascer do sol”, afirmou Normande.

A expectativa da equipe é que o filhote esteja apto a voltar à natureza nos próximos dois anos, período em que será amamentado.

Projeto Peixe-boi/ICMBio

O Projeto Peixe-boi/ICMBio já realizou 38 solturas de peixes-bois em 20 anos de atuação. Destas, 28 foram realizadas em Alagoas com uma taxa de sucesso de aproximadamente 75%. Este incremento de indivíduos ocasionado pelas solturas começa a refletir na população como um todo, possivelmente gerando um aumento do número de nascimentos e o consequente encalhe de alguns filhotes devido a condições ambientais extremas.

Até 2013 não existiam registros de encalhes de filhotes de peixe-boi no estado de Alagoas. Entre 2013 e 2014 já foram registrados três eventos, sendo que nos dois primeiros casos os animais foram devolvidos ao mar pela comunidade antes da chegada das equipe do CMA/ICMBio.

Todos os registros foram realizados fora de Unidades de Conservação (UCs), o que indica que os peixes-boi têm utilizado, para fins de reprodução, áreas com menor grau de proteção ambiental.

CLIQUE AQUI para matéria original.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top