Related »

Jornal do Commercio – Infraero implanta em Manaus projeto para inibir tráfico de animais silvestres

on fevereiro 20 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Com a intenção de inibir a prática de biopirataria no país, que apesar dos esforços do governo brasileiro continua crescendo progressivamente, a Infraero (Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária) está implantando um programa específico para frear o tráfico de animais silvestres.

Em parceria pioneira no mundo da aviação, a Infraero e a Renctas (Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres) se uniram para implantar o Programa de Combate ao Tráfico de Animais nos Aeroportos Brasileiros, que visa fiscalizar, conscientizar e informar os usuários dos sistemas aeroportuários acerca do problema, que tem causado prejuízos, não apenas à fauna nacional mas também aos cofres do país.

O projeto foi lançado oficialmente em Brasília, e o Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, de Manaus, é o segundo a participar do projeto, que foi apresentado ontem ao público local.

O tráfico de animais silvestres é considerado o terceiro maior comércio ilegal
do mundo

Exposição itinerante faz parte da estratégia

Além do lançamento oficial do Programa Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres nos Aeroportos Brasileiros, cujo objetivo é conscientizar os usuários dos terminais aéreos nacionais sobre os danos causados ao meio ambiente por conta dessa prática, a Infraero e a Ren-ctas também inauguraram em Manaus uma mostra sobre o tema.

A ‘Exposição Itinerante Sobre Tráfico de Animais Silvestres’ será composta por fotografias de animais contrabandeados; mapas das principais rotas, vídeo educativo, coleção de peles e partes de animais apreendidos e distribuição de material para a imprensa. O principal objetivo desse projeto é intensificar o combate ao tráfico de animais, utilizando como aliados a população e os formadores de opinião.

Segundo dados do Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis), o tráfico de animais é o terceiro maior comércio ilegal do mundo (perdendo apenas para o de armas e de drogas).

A expectativa do programa é aumentar as fiscalizações, pelo menos dentro dos sistemas aeroportuários do país, para evitar que outras espécies animais saiam de seu habitat. Durante a implantação oficial do projeto no Amazonas, os coordenadores afirmaram que, por se tratar da região mais rica em biodiversidade do Brasil, a Amazônia deverá contar com maior número de agentes treinados para combater o tráfico.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top