Related »

Liderança do PSB – Maria Helena apóia rede nacional de combate ao tráfico de animais silvestres

on novembro 17 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Brasília _ Representantes da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres (Renctas) entregaram à presidente da Comissão da Amazônia, deputada Maria Helena (PSB/RR), um documento com recomendações sobre o combate à gripe aviária e às febres aftosa e maculosa, além de reivindicações solicitando ao Governo Federal a implementação de medidas para coibir o contrabando animais silvestres.

De acordo com Maria Helena , a manifestação, que teve a participação de cerca de 100 crianças, é um gesto de cidadania e consciência ambiental. Para ela, a biopirataria é inadmissível e combater o tráfico de animais silvestres é uma obrigação de todo parlamentar, principalmente diante do cenário atual, com o surgimento e a disseminação de doenças ligadas a aves e animais silvestres, podem comprometer a saúde pública mundial.

“Nós, como brasileiros, devemos combater o tráfico de animais silvestres, seja para sair do País , porque é um crime de biopirataria, seja para entrar, porque no momento que o animal silvestre entra ele poderá está trazendo doenças que levarão a morte milhares de pessoas”, ressaltou.

O coordenador-geral da Renctas, Dener Giovanini, infomou que anualmente 38 milhões de animais são comercializados ilegalmente no Brasil, movimentando cerca de R$ 4,3 bilhões. Segundo ele, esses animais por não entrarem no País de forma legal, podem trazer doenças, como a gripe aviária, leximaniose , entre outras. “ Enquanto os animais estiverem sendo capturados e retirados ilegalmente da natureza esse risco sempre vai estar presente, não adianta só uma atitude curativa, mas precisamos de investimento para a prevenção”, defendeu.

AUDIÊNCIA _ A Comissão da Amazônia discutiu hoje com representantes do Ibama, Ministérios do Meio Ambiente e dos Transportes, o licenciamento e a pavimentação das BRs 319 (Amazonas e Rondônia), 163 e 230 (ambas no Pará).
Na ocasião o representante Ibama, Luis Felipe Kumz Junior, disse que os processos de licenciamento ambiental para a pavimentação da BRs 230 e 163, no Pará, devem estar concluídos até o final do ano. Já a BR 319 que liga o Amazonas e Rondônia, Luis Felipe explicou que há um conflito do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit) e o Ibama, que exige que nesse trecho seja feito um estudo de impacto ambiental.

Patriciparam também da audiência, o procurador-geral do Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), Júlio César Ferreira Pereira; e o consultor da União Marcelo Siqueira, representando a Advocacia-Geral da União.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top