Related »

Manejo de palmeiras para salvar filhotes de araras mobiliza Prefeitura, Exército e Instituto Arara Azul no MS

on setembro 21 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Nesta quarta-feira (21), das 8h30 às 11h, dois ninhos de araras, na região do Parque Linear do Segredo (Avenida Heráclito Figueiredo, quase em frente à Ong Ecoplantar), passarão por um manejo diferente.

20/09/2016 -17h00
A Crítica.Net – Campo Grande, MS

 

Além do Projeto Arara Azul, reconhecido internacionalmente, o Instituto desenvolve o Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, que realiza o monitoramento e manejo de araras - principalmente da espécie Arara-canindé, comuns no céu de Campo Grande.  Foto: Reprodução

Além do Projeto Arara Azul, reconhecido internacionalmente, o Instituto desenvolve o Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, que realiza o monitoramento e manejo de araras – principalmente da espécie Arara-canindé, comuns no céu de Campo Grande.
Foto: Reprodução

 

A Prefeitura, Instituto Arara Azul, Corpo de Bombeiros, Exército, Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano (Semadur) e Agetran estarão mobilizados em uma operação para eliminar o risco de acidente no local de reprodução da arara-canindé.

A ação é para retirar a cinta metálica que liga duas palmeiras e que, no momento, abrigam filhotes com aproximadamente uma semana de vida e que pesam menos de 50 gramas. A Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran) também está envolvida e organizará o tráfego no local.

De acordo com a presidente do Instituto Arara Azul e professora dos programas de mestrado e doutorado em Meio Ambiente e Desenvolvimento Regional da Uniderp, Neiva Guedes, o acessório de ferro – com cerca 10 quilos – foi instalado pelo poder público para auxiliar no crescimento das palmeiras transplantadas para a região há alguns anos. “As árvores acabaram secando, o que atraiu as araras. Porém, com o desgaste causado pelo tempo e os fenômenos naturais, a parte superior dos troncos ficou oca o que aumenta as chances de rompimento há qualquer momento. Tal acidente provocaria a queda da cinta metálica, podendo matar as aves e causar um dano à população que trafega no local,” esclarece a bióloga.

Antes da remoção do objeto, biólogos do instituto serão içados pelo caminhão do Corpo de Bombeiros para retirar filhotes dos ninhos que passarão por avaliação de saúde, pesagem e medição no local.

Em seguida, as palmeiras receberão manejo ambiental para garantir mais segurança aos animais. “O envolvimento de vários órgãos públicos e a luta do Instituto pela conservação das araras, há 26 anos, demonstra que ter essas aves na cidade é realmente um orgulho.

Agradecemos o Secretário Municipal Rui Nunes da Silva Júnior, as biólogas da Divisão de Fiscalização de Áreas Verdes e Postura Ambiental, e os oficiais do Exército, Coronel José Roberto Melo Queiroz, e do Corpo de Bombeiros, Tenente-Coronel Romero Inácio de Souza e Coronel Hudson Faria de Oliveira, que se dispuseram a ajudar”, completa.

Além do Projeto Arara Azul, reconhecido internacionalmente, o Instituto desenvolve o Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, que realiza o monitoramento e manejo de araras – principalmente da espécie Arara-canindé, comuns no céu de Campo Grande.

Coordenada pela bióloga e doutoranda da Uniderp, Larissa Tinoco Barbosa, a iniciativa ainda conta com o apoio da Toyota, que disponibiliza veículos para o trabalho de campo.

No último ciclo de reprodução, de julho de 2015 a fevereiro de 2016, o Instituto Arara Azul cadastrou 20 novos ninhos, totalizando mais de 60 abrigos reprodutivos acompanhados na capital.

 
CLIQUE AQUI  para notícia original.

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top