Related »

Onça pintada transferida do Acre para zoo do Paraná passa por exames

on novembro 4 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Quando filhote, animal mordia as grades do recinto e quebrou dois dentes.
Segundo veterinário, tomografia feita apontou uma inflamação na boca.

04/11/2014 – 13h31 – Atualizado em 04/11/2014 15h49
Do G1 PR, com informações da RPC TV Foz do Iguaçu

 

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Exame foi feito na manhã desta quinta (4) em clínica de Francisco Beltrão (PR). Foto: Michelli Arenza / RPC TV

Exame foi feito na manhã desta quinta (4) em clínica de Francisco Beltrão (PR).
Foto: Michelli Arenza / RPC TV

 

Tomografia mostrou a extensão da inflamação na boca e o tratamento odontológico deve ser iniciado nas próximas semanas.  Foto: Michelli Arenza / RPC TV

Tomografia mostrou a extensão da inflamação na boca e o tratamento odontológico deve ser iniciado nas próximas semanas.
Foto: Michelli Arenza / RPC TV

 

Uma onça pintada recém-chegada ao zoológico de Dois Vizinhos, no oeste do Paraná, passou por uma tomografia na manhã desta terça-feira (4).

O exame foi feito em uma clínica veterinária de Francisco Beltrão, a 50 quilômetros, para identificar problemas na boca do animal. Segundo o veterinário Felipe Azzolini, as imagens mostram que alguns dentes do macho de três anos e meio estão inflamados e precisam ser tratados.

Todo o trabalho para anestesiar o animal, que é ameaçado de extinção, foi acompanhado por alunos dos cursos de cursos de zootecnia e veterinária. Durante a viagem entre as duas cidades, os especialistas conferiram os batimentos cardíacos e os reflexos da onça.

Quando vivia no Acre, Paulinho – que chegou ao Paraná no dia 22 de outubro – mordia as grades do recinto do parque ambiental onde vivia no norte do país, o que pode ter provocado a inflamação. A tomografia mostrou a extensão da inflamação na boca. O tratamento odontológico deve ser iniciado nas próximas semanas.

“Encontramos um resto de dente que se dizia ter sido todo extraído. Por isso, o tratamento de canal vai precisar de uma nova intervenção cirúrgica para estabilizar. O dente está com uma contaminação e vamos consertar este problema. Antes vamos avaliar melhor o animal, colher sangue e preparar para em 15 dias ou um mês fazer o procedimento”, explicou Azzolini.

 

ASSISTA ao video.

CLIQUE AQUI para notícia original.

 

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top