Related »

PM já resgatou 185 espécies maltratadas

on fevereiro 19 | em Fauna na Mídia | by | with No Comments

Arara Vermelha. Rústica, é bastante selvagem, não gosta de aproximação e chama atenção pela beleza e cores vivas

Arara Vermelha. Rústica, é bastante selvagem, não gosta de aproximação e chama atenção pela beleza e cores vivas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O tráfico de animais silvestres é a terceira maior atividade ilegal do mundo, perdendo apenas para o tráfico de drogas e de armas. Essa prática traz um grande risco à biodiversidade, além dos maus tratos impostos aos bichos pelos traficantes. Em sua maioria os animais são armazenados em gaiolas compartilhadas, sem espaço para locomoção e, muitas vezes, acabam ficando desnutridos.

Mas quem combate esse tipo de crime? Em Mato Grosso é a Polícia Militar Ambiental. Eles fazem parte de um seleto grupo de forças de segurança pública que possuem os braços mais abrangentes e longos da lei. O batalhão pode ser conhecido como o “190” da nossa flora e fauna. Com um trabalho silencioso, discreto e pouco conhecido destes “policiais verdes” e muito mais complexo e mais amplo do que podemos mensurar.

Rodinei Crescêncio

Batalhão Ambiental animais resgatados

Sargento Medeiros alimenta o bebê anta com leite. Espécie de mingau para dar sustentação. Filhote é encontrado por fazendeiro e entregue aos militares

Os  homens e mulheres da Polícia Militar Ambiental executam diariamente operações de fiscalização preventiva e de combate à crimes em andamento, tanto em grandes centros urbanos como em pequenos povoados rurais, acessando todo tipo de terreno, campos, selva e matas.

O resgate, tratamento e libertação de animais silvestres, que são retirados de seu habitat para serem contrabandeados e comercializados, ilegalmente, é uma atividade diária da Polícia Militar Ambiental. Para se ter uma ideia, nos primeiros 46 dias deste ano foram resgatadas 185 espécies, em vários locais de Mato Grosso.

A reportagem do RDNews esteve na sede do batalhão localizado no bairro Cidade de Deus em Várzea Grande, para mostrar o trabalho destes homens.  Os animais recuperados pelo  “policiais verdes” são tratados, alimentados até terem idade para voltar ao habitat natural deles.

O tenente Henrique e os sargentos Medeiros e Amorim mostraram a sede e os animais que estão em fase de recuperação. Lá estão araras, tucanos, corujas, jiboias, anta, caititu, tamanduá bandeira e os apaixonantes macacos. Sem esses homens estes animais silvestres estariam em extinção.

48b3ee290f2237ab0f9961f1690b65f8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

9b57b77594b271e52d25e2673d94e041

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

150f91fdd137c834747b9dd01493fe93

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

8fced151f71f1b1ee86b1b5061ed3bf6

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5267bdb4022e30039aede4ad811dbed8

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

7496d2ba6cc4d2d37a5805c65b922b9d

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

a8f8d0263cad7bba0a0d34bfb43f6a9f

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

fc0f24ed7d431ebab1e849dcda04a1dd

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

223654cd41f4c89da18c82cdf12b6a38

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

5245b28b04235b57badf5de391526871

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2f895fc40dbb165ee184b797c8ba5582

Fonte: https://www.rdnews.com.br/cidades/pm-ja-resgatou-185-especies-maltratadas/110871

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top