Related »

Polícia Ambiental resgata 16 animais silvestres que viviam em casas de MT

on setembro 2 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Entre os animais resgatados estão dois filhotes de lontras (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

Entre os animais resgatados estão dois filhotes de lontras (Foto: Divulgação/Polícia Militar)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Animais foram resgatados após denúncias anônimas feitas à polícia.
Entre animais resgatados estão lontras, cobras e até um veado-campeiro.

Nos últimos cinco dias, dezesseis animais silvestres foram resgatados em residências de Cuiabá, Várzea Grande, na região metropolitana da capital, e Santo Antônio de Leverger, a 35 km de Cuiabá, pelo Batalhão de Polícia Militar de Proteção Ambiental.

Segundo a PM, foram resgatados quatro gaviões, duas ariranhas, duas cobras – uma jararaca e uma jiboia -, duas lontras, um gambá, um jabuti, um sabiá, um tamanduá, uma coruja e um filhote de veado-campeiro.

A PM informou que os animais foram localizados a partir de denúncias anônimas e patrulhamento terrestre e aquático feito pelo Batalhão. Em alguns casos, os próprios criadores entraram em contato com as autoridades e solicitaram a devolução voluntária dos animais.

De acordo com o sargento Joelson do Nascimento de Paula, gerente de Fauna e coordenador do Centro de Triagem de Animais Silvestres do Batalhão Ambiental, semanalmente, são resgatados pela polícia cerca de 40 animais, muitos deles vítimas de atropelamento e de maus-tratos.

Resgates
Um filhote de gavião e um gambá foram resgatados no quintal de uma casa, no Bairro Pedra 90, em Cuiabá. O filhote de veado-campeiro também foi resgatado na capital e tem pouco mais de 40 dias de nascimento. Segundo a PM, eles estavam sendo criados como animais domésticos nas residências.

De acordo com a polícia, as duas lontras resgatadas são filhotes. Esses animais, que normalmente se alimentam de peixes crustáceos e podem ser encontrados em lagos e rios, foram encontrados em duas casas: uma no Bairro Jardim Vitória, na capital, e outra em Santo Antônio do Leverger.

O criador que estava com o sabiá optou por entregá-lo voluntariamente. Segundo a PM, a pessoa estava no Bairro Popular, em Cuiabá, e entrou em contato com a polícia, para que fossem apanhar o pássaro. Nesta situação, quem estava com o bicho não responde por crime ambiental.

Triagem
Além do Centro de Triagem, onde os animais ficam até que apresentem condições de soltura, uma parceria com os hospitais veterinários das faculdades de Medicina Veterinária de universidades em Cuiabá assegura atendimentos aos resgatados. Para essas unidades de saúde, são levados os bichos que apresentam fraturas e outras sequelas, para que possam se recuperar antes de voltarem ao seu habitát natural.

Fonte: http://g1.globo.com/mato-grosso/noticia/2016/09/policia-ambiental-resgata-16-animais-silvestres-que-viviam-em-casas-de-mt.html

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top