Related »

Polícia apreende filhotes de arara-vermelha em cômodo fechado, no ES

on outubro 23 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Animais em extinção foram encontrados em propriedade em Colatina.
Duas pessoas prestarão depoimento; araras serão levadas para o Cereias.

22/10/2014 – 17h21 – Atualizado às 21h52
Do G1 – ES

 

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

 

Araras estavam em um cômodo, no município de Colatina. Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental

Araras estavam em um cômodo, no município de Colatina.
Foto: Divulgação/ Polícia Ambiental

 

Dois filhotes de arara-vermelha, espécie regionalmente extinta no Espírito Santo, segundo a Polícia Ambiental, foram encontrados em um cômodo de uma residência em uma propriedade no bairro Barbados, município de Colatina, região Noroeste do estado, na tarde desta segunda-feira (20).

Dois homens, o dono da propriedade e um funcionário, serão intimados para prestar esclarecimentos.

As aves foram levadas para o viveiro da 2ª Companhia Ambiental, de onde seguirão para o Centro de Reintrodução de Animais Selvagens (Cereias), localizado em Barra do Riacho, município de Aracruz, para avaliação e cuidados de veterinários e biólogos.

Os policiais chegaram até o local através de denúncias anônimas, abordando um homem de 40 anos, caseiro da propriedade, que confirmou a existência dos filhotes de araras, que estavam acondicionadas em um viveiro localizado em um dos cômodos da residência, aparentando ser um pequeno quarto desativado.

Questionado sobre a origem das aves, ele informou que apenas cuidava delas para o patrão e que foram adquiridas cerca de seis meses atrás. Ele não soube dizer sobre a procedência, mas sabia que iriam ser usadas para “embelezar a propriedade”, após serem registradas.

Segundo a equipe da Polícia Ambiental que estive no local, o registro de aves capturadas no meio ambiente não é permitido pela Lei 9.605/98, que enquadra tal ato como crime ambiental.

A polícia ainda informou que um animal silvestre pode ser adquirido em estabelecimentos comerciais autorizados ou diretamente em criadouros comerciais. O estabelecimento deve ter registro junto ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), com número impresso na nota fiscal.

Após a abordagem, foi lavrado um Termo de Compromisso para comparecimento em juízo e patrão e funcionário serão intimados a prestar esclarecimentos. Toda a documentação produzida será enviada aos órgãos ambientais para adoção de medidas pertinentes ao caso.

 

ASSISTA  ao  vídeo.

CLIQUE AQUI para notícia original.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top