Related »

Portal Globo.com – G1 – Animais de reserva falida são transferidos e passam por tratamento no Amapá

on março 13 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Avaliação é para analisar a saúde dos animais remanejados para o Ibama.
Ao todo, foram transferidos 121 animais, entre aves e quelônios.

Abinoan Santiago – Do G1 AP

Animais estão sendo cuidados no centro de tratamento do Ibama em Macapá (Fot Abinoan Santiago/G1)
Animais estão sendo cuidados no centro de tratamento do Ibama em Macapá.
Foto: Abinoan Santiago/G1
 
Animais foram cadastrados em um banco de dados com zoológicos de todo país (Fot Abinoan Santiago/G1)
Animais foram cadastrados em um banco de dados com zoológicos de todo país.
Foto: Abinoan Santiago/G1
 
Ao todo, foram transferidos 121 bichos da Revecom (Fot Abinoan Santiago/G1)
Ao todo, foram transferidos 121 bichos da reserva.
Foto:  Abinoan Santiago/G1

Os animais retirados da Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) Revecom, em Santana, a 17 quilômetros de Macapá, estão sob cuidados de biólogos para que sejam verificadas as condições de saúde de cada um.

São 121 animais, que foram transferidos para o centro de tratamento do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), na capital, após a reserva fechar em 2013 por falta de condições financeiras.

A transferência ocorreu no dia 26 de fevereiro, sendo a maioria jabutis, que somam 52 animais. Papagaios, periquitos e araras também foram remanejados. Por causa do tratamento recebido no Centro de Triagens de Animais Silvestres (Cetas) do Ibama, algumas aves já apresentam resultados.

“Disponibilizamos uma área maior do que as araras tinham na reserva, e atualmente algumas já estão voando”, comemorou o superintendente do Ibama César Quaresma.

O centro de tratamento tem 60 dias, a contar do momento da transferência, para avaliar se eles poderão voltar à natureza ou serão doados a zoológicos e criadores que tenham condições de receber os bichos. “Estamos verificando a saúde dos animais para saber quais as condições de cada um, assim poderemos ter noção se há necessidade de outros tratamentos, a exemplo da recuperação das penas das aves”, explicou o superintendente.

Os animais foram cadastrados em um banco de dados de zoológicos de todo o país para de buscar interessados em recebê-los. A intenção é transferir os bichos a outros estados. Animais que não possuem mais condições de serem readaptados a natureza poderão ser doados a criadores que se enquadram às legislações ambientais.
“Os técnicos do Ibama analisam o local e estrutura. A transferência depende da regularidade e adequação à legislação ambiental”, reforçou César Quaresma, que informou a existência de animais que ainda se encontram machucados.

Além dos 121 bichos que já estão sob cuidados do Ibama, mais 23 ainda serão transferidos da reserva para o centro de tratamento de Macapá, entre eles, uma onça e um gavião real. Eles são de grande porte e aguardam transporte e construção de jaulas no local.

“Vamos trazer os animais de grande porte de forma paulatina. O que precisamos é alocar um transporte adequado e também fazer uma destinação, tanto aqui em Macapá, como em outro estado”, comentou o superintendente do Ibama.

Falência

A Revecom foi criada em 1998 em uma área de 170 mil metros quadrados, em Santana. Ela está fechada desde janeiro de 2013. O administrador do local, Paulo Amorim, justificou a desativação da reserva por não ter recursos para fazer a manutenção dos viveiros e nem para alimentar os animais.

Os problemas financeiros iniciaram em 2011, quando a entidade deixou de haver repasses do Instituto de Meio Ambiente e Ordenamento Territorial (Imap), que alegou corte pelo fato da reserva ser de propriedade particular.

Veja a galeria de fotos:

http://g1.globo.com/ap/amapa/fotos/2014/03/fotos-veja-animais-transferidos-centro-de-tratamento-do-ibama-no-ap.html#F1141272
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top