Related »

Portal Globo.com – G1 – Ferido, filhote de peixe-boi suporta 3 h de voo até centro de reabilitação em Tefé, AM

on janeiro 27 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Animal foi levado de avião de Cruzeiro do Sul para instituto em Tefé (AM).
Reabilitação pode durar até dois anos, diz pesquisadora.

Genival Moura – Do G1 AC

Peixe-boi foi embarcado em avião em Cruzeiro do Sul (Fot Genival Moura/G1)
Peixe-boi foi embarcado em avião, em Cruzeiro do Sul.
Foto: Genival Moura/G1
Um filhote de peixe-boi ferido, possivelmente após ser atingido por um tiro, saiu em um avião de pequeno porte no aeroporto de Cruzeiro do Sul (AC) na tarde de domingo (26) com destino ao centro de reabilitação do Instituto Mamirauá, em Tefé (AM).
O animal teve a mãe capturada por caçadores e foi resgatado em um igarapé do município amazonense de Guajará, na divisa com o Acre, distante cerca de 16 km de Cruzeiro do Sul.

“Apesar da viagem estressante que durou três horas, o animal suportou bem e deu tudo certo. Agora ele vai receber os devidos cuidados para se reabilitar”, comemorou a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Camila Helena da Silva.

A equipe do Instituto Mamirauá resgatou o animal de um açude na chácara da secretária de Assistência Social de Guajará, Maria de Paula. “Tivemos informações dos ribeirinhos e fomos buscar esse filhote que estava bastante debilitado. Pedimos informações dos institutos especializados através de contato telefônico e começamos a cuidar enquanto aguardávamos o resgate. Ele todos os dias tomava leite, a gente tinha o maior carinho e vamos ficar com saudade”, relata a secretária.

O veterinário do Instituto Mamirauá, Guilherme Guerra Neto, avalia que o filhote tenha aproximadamente um mês de vida e acredita que ele tenha sofrido os ferimentos em consequência de um disparo de arma de fogo. “Vamos avaliar todas as condições de saúde desse animal, mas provavelmente tem chumbo alojado no tecido, por isso, ele passará por um exame de Raio-X e se houver a confirmação, o chumbo será retirado”, explica.

Segundo a pesquisadora e coordenadora do Instituto Mamirauá, Miriam Marmontel, o filhote de peixe-boi passará por um processo de reabilitação que levará cerca de dois anos. “É o mesmo período que um filhote ficaria com a mãe sendo amamentado, ele vai permanecer em um lago tendo contato com outros animais que estão em processo de reabilitação até que tenha condições de ser solto novamente. O peixe-boi é um animal da fauna brasileira que está vulnerável a extinção porque foi altamente caçado e por isso precisamos ter todo o cuidado possível”, conclui.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top