Related »

Portal Globo.com – G1 – Ibama não tem onde abrigar animais apreendidos e resgatados no Piauí

on abril 14 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Estado deve cumprir lei e construir centro de triagem, diz superintendente.
Órgãos do estado não têm onde abrigar animais silvestres de grande porte.

Do G1- PI

 
Foto: Reprodução
 
A Superitendência do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no Piauí não tem mais onde colocar os animais silvestres apreendidos em Teresina e no interior.
Sem espaço e estrutura, o órgão quer que o estado assuma essa função de acordo com a legislação. Segundo o superintendente Manoel Borges, existe uma lei complementar que descentraliza a política ambiental para os estados e municípios.

“Com a nova lei, os animais silvestres doados e apreendidos precisam passar por uma triagem e quarentena antes de serem reinseridos em seu ambiente natural. Desde 2012, ano de promulgação da lei, estamos fazendo reuniões com técnicos da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, mas a secretaria ainda não tem estrutura física para receber estes animais. O estado tem que ter um centro de triagem, que ainda não começou a ser construído”, disse Manoel Borges.

De acordo com o superintendente, a população tem entregado voluntariamente animais silvestres que mantinham em residências. “Com a proliferação das doenças, vírus e por intensificação da fiscalização, as pessoas começaram a entregar voluntariamente esses bichos. Por este motivo há superlotação do nosso setor de triagem no Ibama que atualmente só tem a capacidade de receber aves, como papagaio, por exemplo”, informou.

Manoel Borges também destacou que muitos animais, como macacos, já foram entregues ao Parque Zoobotânico de Teresina, mas o local também está superlotado e não tem mais capacidade para recebê-los.

“Esses animais são de responsabilidade do estado, ainda é ação do Ibama receber bichos apreendidos em operação contra o tráfico de animais silvestres. Outro atuação do Ibama é receber animais vindo de outros estados e inseri-los em seu habitat natural. Isso, por exemplo, já foi feito quando recebemos vários primatas e enviamos para a região do lago da Barragem de Boa Esperança, no Sul do Estado, onde passaram por quarentena e foram reinseridos na natureza”, disse Manoel Borges.

A reportagem do Bom Dia Piauí entrou em contato com a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Piauí, mas os dirigentes estavam de viagem marcada para uma audiência pública no interior.
Por telefone, o superintendente da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Carlos Moura Fé, informou que o projeto para construção do Centro de Triagem de Animais Silvestres está em fase final, mas ainda não uma previsão para início da obra. Ele informou ainda que espera concluir o treinamentos dos servidores da Semar para que eles possam operar o sistema informatizado de controle de animais e pássaros silvestres.
  
Veja o vídeo:
 
http://g1.globo.com/pi/piaui/bom-dia-piaui/videos/t/edicoes/v/falta-de-estrutura-prejudica-trabalho-do-ibama-na-captura-de-animais-silvestres-no-piaui/3279168/
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top