Related »
005-animais-extincao

Portal Globo.com – G1 Organização inclui novos animais na lista de ameaçados de extinção

on novembro 27 | em Renctas na Mídia | by | with No Comments

Duas espécies típicas da África correm risco de desaparecer da natureza.
IUCN listou ainda a reclassificação do nível de ameaça de outros animais.

Do G1, em São Paulo

Exemplar de ocapi, espécie típica da República Democrática do Congo.Foto: Divulgação/Bob Jenkins/IUCN

Exemplar de ocapi, espécie típica da República Democrática do Congo.Foto: Divulgação/Bob Jenkins/IUCN

A União Internacional para Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês) divulgou nesta terça-feira (26) a inclusão de animais como o ocapi (Okapia johnstoni), símbolo nacional da República Democrática do Congo e o frango-d’água-d’asa-branca (Sarothrura ayresi), um dos pássaros mais raros da África na relação de espécies ameaçadas de extinção.

Segundo a organização, ligada às Nações Unidas, os nomes foram incluídos na Lista Vermelha, que já conta com 71.576 espécies cadastradas, sendo 21.286 consideradas ameaçadas de extinção.

Sobre os ocapis, a IUCN informou que houve um sério declínio na população. A espécie agora é classificada como ameaçada, um passo antes de ser considerada altamente ameaçada de extinção.
A perda de habitat, a presença de rebeldes em áreas de floresta do Congo, além de caçadores de elefantes e mineiros ilegais seriam as principais causas de perda de espécimes.

Pássaro em perigo

O pequeno frango-d'água-d'asa-branca foi incluído na categoria criticamente em risco de extinção.Foto: Divulgação/Warwick Tarboton/worldsrarestbirds.com/IUCN

O pequeno frango-d’água-d’asa-branca foi incluído na categoria criticamente em risco de extinção.Foto: Divulgação/Warwick Tarboton/worldsrarestbirds.com/IUCN

Segundo a atualização da lista, quase 200 espécies de pássaros estão incluídas na categoria “criticamente em perigo”.

O pequeno frango-d’água-d’asa-branca, encontrado em regiões da Etiópia, Zimbábue e África do Sul foi a mais recente espécie a ser agregada nesta categoria.

A destruição de seu habitat, além da conversão de áreas para agricultura que provoca, muitas vezes, um déficit hídrico, prejudicaram esta ave.

A IUCN também divulgou boas notícias no estado de preservação de alguns animais. A tartaruga-de-couro (Dermochelys coriacea), uma das maiores da Terra, saiu da categoria criticamente ameaçada e foi reclassificada para vulnerável.

A tartaruga-de-couro, cuja proteção aumentou e conseguiu reduzir seu grau de ameaça.Foto: Divulgação/Jean-Christophe Vié/IUCN

A tartaruga-de-couro, cuja proteção aumentou e conseguiu reduzir seu grau de ameaça.Foto: Divulgação/Jean-Christophe Vié/IUCN

Duas espécies de albatroz também correm um risco menor de extinção devido ao aumento de suas populações. O albatroz-de-sobrancelha (Thalassarche melanophrys) e o albatroz-patinegro (Phoebastria nigripes) passaram de espécies vulneráveis para quase ameaçadas.

Outro animal que também corre menos risco de desaparecer da natureza é a raposa-das-ilhas (Urocyon littoralis), que nativa de seis das oito ilhas do arquipélago da Califórnia, melhorou seu estado de conservação.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top