Related »

Portal Globo.com – G1 – Zoológico do Parque 13 de Maio, no Recife, vai ser fechado até outubro

on abril 10 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Decisão foi acordada em audiência no Ministério Público.
Emlurb, em conjunto com o Ibama, vai decidir o destino dos animais.

Do G1 PE

Associação diz que macacos doentes e sadios estão misturados (Fot Ademape / Divulgação)
Destino dos animais tem que ser resolvido em até 180 dias.
Foto: Ademape / Divulgação

O Zoológico do Parque 13 de Maio, no centro do Recife, vai ser fechado até outubro deste ano.

 
A decisão foi acordada em uma audiência realizada no Ministério Público de Pernambuco (MPPE), com representantes da Empresa Municipal de Limpeza Urbana (Emlurb) e do  Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), na quarta-feira (9).
Um dos pontos que contribuíram para a deliberação foi a Lei Estadual 14.639/12, que proíbe a permanência de animais silvestres, selvagens ou exóticos em praças, parques ou espaços urbanos localizados em áreas de elevada densidade demográfica. Em março, a Associação de Defesa do Meio Ambiente de Pernambuco (Ademape) protocolou uma ação no Ministério Público, pedindo a desativação do minizoológico do Parque.
 
Os ambientalistas afirmavam que as condições oferecidas aos animais não eram adequadas.

O minizoológico existe no local desde a década de 1970 e, atualmente, conta com cerca de 65 animais, como macacos-prego, papagaios-da-amazônia, iguanas e araras, além de outros animas domesticados, como patos e tartarugas. Na quarta, foi deliberado que a Prefeitura, através da Emlurb, entre em acordo com o Ibama para decidir, em 180 dias, a melhor destinação para os animais – seja a soltura, seja o encaminhamento para locais autorizados pelo órgão ambiental.

Através de nota, a Emlurb informou que vai acatar a determinação da legislação e que, durante todo o período de existência do zoológico, “nunca recebeu qualquer punição de órgãos ligados ao bem-estar animal, pelo fato de os mesmos se encontrarem bem tratados.

A Emlurb também acatou a todas as determinações apontadas pelo Ibama durante esse tempo, através de pareceres contendo indicações do que deveria ser cumprido pelo órgão, a exemplo das exigências já atendidas como o aumento da distância entre a cerca de proteção e a gaiola dos animais, retirada do pombal que existia no parque e inclusão de placas informativas”.
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top