Related »

Portal R7 – São Paulo/SP – Onça-pintada é morta a tiros em reserva ecológica no MT

on abril 9 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Uma onça-pintada foi encontrada morta boiando no último dia 29 de março no rio Cuiabá próximo ao município Porto Jofre, no Mato Grosso. O animal era uma fêmea adulta e saudável, e foi abatido a tiros. A onça foi encontrada por funcionários de uma fazenda.

A denúncia foi feita ao site de preservação ecológica Biofaces.com.

De acordo com relatório feito pelos pesquisadores Rafael Hoogesteijn e Fernando Tortato, da ONG Panthera, a onça foi abatida por tiros feitos a curta distância e de cima para baixo, indicando que foi atingida na região do pescoço enquanto nadava.

Após analise da carcaça, foi possível averiguar que o animal estava saudável e no seu estomago havia pelos de animal silvestre, ou seja, ela não estava atacando o rebanho bovino. A perseguição e caça de onças-pintadas por provocarem ataques no rebanho bovino constitui uma das principais ameaças no Pantanal.

Pelas fotos do animal morto, foi possível fazer sua identificação pelo padrão de manchas. A fêmea era nomeada “Sally” por guias e fotógrafos (que tinham fotos em seus registros) e vivia próxima a foz do rio Pirigara com o rio Cuiabá, no Parque Estadual Encontro das Águas. A carcaça foi encontrada rio abaixo, próxim ao Porto Jofre, no município de Poconé (MT).

Mato Grosso do Sul

Em Mato Grosso do Sul, no ano passado, um jovem residente em Sete Quedas, a 459 quilômetros de Campo Grande, foi autuado pela Polícia Militar Ambiental (PMA) em R$ 10 mil após publicar em uma rede social, uma foto onde aparece com uma espingarda ao lado de uma onça-pintada morta.

De acordo com a PMA, o autor postou a imagem no dia 18 de junho de 2013. Na postagem o rapaz confirmava ter matado o animal

Já em 2011, uma fazendeira foi multada em R$ 105 mil pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), por promover caça a animais silvestres em sua propriedade.

A dona da Fazenda Santa Sofia foi autuada durante a Operação Jaguar II, deflagrada após investigações conjuntas do Ibama e da Polícia Federal (PF). Um vídeo feito durante uma das caçadas foi enviado por uma denúncia anônima para a PF.

No material, todo narrado em inglês, um grupo de estrangeiros ladeados pelo caçador de onças Antonio Teodoro de Melo Neto e pela proprietária da Fazenda Santa Sofia, Beatriz Rondon, caça diversos animais.
Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top