Related »

Post em rede social mobiliza resgate de coruja rara presa em linha de pipa

on dezembro 15 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Ave rara, Coruja Mocho-Diabo foi resgatada em Mogi das Cruzes (Foto: Jefferson Leite/ Arquivo Pessoal)

Ave rara, Coruja Mocho-Diabo foi resgatada em Mogi das Cruzes (Foto: Jefferson Leite/ Arquivo Pessoal)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Uma coruja rara da espécie Asio stygius, também conhecida como Mocho-Diabo ou Coruja-Diabo, foi resgatada na tarde de segunda-feira (12), após ficar pendurada em uma linha de pipa e ser apedrejada em Mogi das Cruzes. Ela foi socorrida pelo médico veterinário Jefferson Leite, conhecido na cidade pelo resgate de animais silvestres, após um post em um grupo da cidade nas redes sociais. A ave teve ferimentos leves, como corte da pele provocado pela linha e está em observação. A expectativa é que a coruja seja solta de volta na natureza em breve.

Coruja Mocho-Diabo ficou presa em linha de pipa  em árvore em Mogi das Cruzes  (Foto: Débora Lima/ Arquivo Pessoal)

Coruja Mocho-Diabo ficou presa em linha de pipa em árvore em Mogi das Cruzes (Foto: Débora Lima/ Arquivo Pessoal)

O resgate começou com um post em um grupo da cidade nas redes sociais. Na mensagem, a moradora da cidade Débora Lima pedia para alguém ajudá-la a identificar a ave que estava presa em uma linha de pipa enroscada em uma árvore, na Vila Natal.

No post ela ainda comenta que chegou a pedir ajuda da Polícia Ambiental e foi informada de que não faziam resgate de animais e que não há orgão na região para fazê-lo. “Vimos que ela estava presa porque pessoas estavam jogando pedras nela, e uma das pedras caiu em casa. Liguei na Polícia Ambiental e disseram que não faziam resgate de animais. Achei absurdo, porque me falaram que eu mesma poderia cuidar, levar pra minha casa, sem cuidado técnico nenhum. Mas a ave tem umas garras enormes e sei que não se pode fazer isso. Minha filha subiu na árvore, começou a cortar a linha, onde dava. Cortou até galho. Ela estava sangrando”, contou.

Foi então que marcaram o veterinário Jefferson Renan, que conseguiu o endereço da ocorrência e fez o resgate. “Houve uma mobilização em tentar ajudar a ave porque pessoas leigas estavam jogando pedra no animal. Ela teve cortes na pele causadas pela linha de pipa. Agora está em observação para ver se não houve distensão da musculatura, porque ficou muito tempo pendurada, de cabeça para baixo. Dependendo da recuperação, já podemos fazer a soltura de volta para a natureza em breve”.

O veterinário destaca que a ave foi apedrejada. “Ela tinha linha presa na asa, e algumas pessoas estavam jogando pedra nela. Infelizmente essa conduta é comum, e muitas vezes o resgate do animal não é prioridade dos órgãos’, comentou.

Fonte: http://www.jornalfloripa.com.br/mundo/noticia.php?id=26969100

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top