Related »

Rádio Câmara – Governo lança campanha internacional contra o tráfico de animais silvestres

on janeiro 20 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Uma campanha internacional contra o tráfico de animais silvestres foi lançada, na tarde desta sexta-feira, pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e a ministra do Meio Ambiente, Marina Silva.

A campanha, que tem a parceria da Rede Nacional de Combate ao Tráfico de Animais Silvestres, a Renctas, pretende sensibilizar a opinião pública internacional para o combate ao tráfico.

Serão distribuídos pequenos informativos e cartazes em locais de grande circulação de turistas, como aeroportos por exemplo, apresentando animais silvestres brasileiros sob o título de “Brasileiros Procurados. Não compre animais silvestres brasileiros de origem ilegal. Ajude a preservar a biodiversidade”.

No texto, é dito que todos os anos milhões de animiais brasileiros são ilegalmente subtraídos da natureza brasileira e levados por traficantes para o mercado internacional.

A deputada Maria Helena, presidente da Comissão da Amazônia, comentou a iniciativa.

“Essa campanha vai mobilizar consulados e embaixadas no exterior, que vão estar juntos com o Ministério do Meio Ambiente e junto com essa entidade não governamental, a Renctas, pedindo a adesão da comunidade internacional para essa iniciativa brasileira. Porque hoje uma das maiores atividades ilegais é o trafico de animais silvestres, Isso só perde para o tráfico
de armas e drogas. ”

O ministro Celso Amorim, disse que o comércio ilegal de animais silvestres move milhões de dólares e põe em risco de extinção várias espécies da fauna brasileira.

“Essa dimensão da demanda nem sempre é reconhecida como parte do tráfico ilícito. E muitas vezes há dificuldade em recuperar animais que foram ilicitamente transportados e chegaram a outros países. E sob o pretexto de que não seriam bem cuidados no Brasil, eles são mantidos em zoológicos privados, o que acaba sendo um estímulo para a manutenção dessa atividade ilegal. O Itamaraty trabalhará nessa ação, não de maneira burocrática, mas com entusiasmo de quem se dedica à preservação do que o Brasil tem de importante”

Estudo da Renctas que estará sendo distribuído também para entidades governamentais de outros países informa que cerca de 40 por cento dos animais silvestres capturados ilegalmente no Brasil vão para o mercado internacional. E que de cada dez animais traficados, apenas um chega ao consumidor final. Os outros morrem durante o processo de captura, ou no transporte.

De Brasília, Eduardo Tramarim.

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top