Related »

Sem água e sem comida, iguana é transportada via Correios de São Paulo a Mato Grosso

on outubro 29 | em Fauna na Mídia, FIQUE POR DENTRO | by | with No Comments

Animal estava há 3 dias dentro de caixa e demoraria mais 2 para chegar.
Aparelho de raio-X identificou iguana na embalagem, em Várzea Grande.

29/10/2014 13h01
Pollyana Araújo – Do G1 MT

Iguana era transportada dentro de caixa há três dias Foto: Polícia Ambiental/ Várzea Grande-MT

Iguana era transportada dentro de caixa há três dias
Foto: Polícia Ambiental/ Várzea Grande-MT

 

Caixa tinha folhas de carbono e CDs para tentar evitar identificação. Foto: Polícia Ambiental/ Várzea Grande-MT

Caixa tinha folhas de carbono e CDs para tentar evitar identificação.
Foto: Polícia Ambiental/ Várzea Grande-MT

 

O aparelho de raio-X identificou nesta terça-feira (28) o transporte de uma iguana via Correios.

A caixa com o animal havia saído de Guarulhos (SP) e seguia para Jaciara, a 148 km de Cuiabá. Mas, antes de chegar ao destino, foi feito o flagrante em uma agência dos Correios, em Várzea Grande, região metropolitana da capital. Dentro da caixa, não havia comida, nem água, conforme a Polícia Ambiental, que foi acionada para fazer o resgate.

O animal já estava bastante debilitado e, possivelmente, chegaria morto ao destino final, conforme o policial ambiental Wellington Rodrigues. “Se não fosse identificado o transporte, o animal só deveria chegar em Jaciara em dois dias, mas pelo estado em que se encontrava só aguentaria mais um dia”, disse.

A maioria dos animais enviados via Correios morre no caminho, de acordo com o policial.

A encomenda tinha saído de Guarulhos havia três dias. Na caixa, estão os nomes do remetente e destinatário. “Um documento será elaborado e encaminhado para o endereço do remetente, que deverá responder por maus tratos a animais e ‘pirataria'”, pontuou. Além do remetente, o destinatário também deve ser localizado e poderá responder criminalmente por maus tratos. Eles também devem pagar multa.

Para tentar evitar a identificação da iguana pelo raio-X, o remetente colocou folhas de papel carbono e CDs dentro da caixa. “Isso obstrui o aparelho de raio-X, mas os funcionários dos Correios suspeitam porque balançam a caixa e veem que o animal se mexe. Mas quando não existe o contato manual com a caixa, é difícil pegar”, avalia o policial ambiental.

Esse tipo de ação por parte dos criminosos que vendem animais silvestres tem sido quase comum, conforme ele. Ocorre que quando o crime é descoberto nos Correios é mais difícil a polícia localizar o remetente, diferente de quando o vendedor é flagrado com o animal.

Após o resgate, o animal foi entregue à Delegacia Estadual de Meio Ambiente (Dema) e, assim que estiver se recuperado, deve ser devolvido à floresta. Apesar de não ser filhote, a iguana ainda não tinha chegado à fase adulta.

 

CLIQUE AQUI para notícia original.

 

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

FACEBOOK

APOIADORES

Avina

CRT

Itapemirim

Juniclair

Wise
Scroll to top