Related »

Valor Econômico – E nós que nos achamos espertos…

on outubro 15 | em FIQUE POR DENTRO, Renctas na Mídia | by | with No Comments

Luiz Antonio Viana

Vocês sabem qual é o terceiro maior tráfico ilegal do mundo, só perdendo para drogas e armas? Resposta: o tráfico de animais silvestres. Essa pouco discutida atividade ilegal deve ter sido responsável pelo desaparecimento de milhares de espécimes, porque as parcas estatísticas disponíveis mostram que em cada 10 animais traficados apenas um chega vivo ao seu destino final.

Em nosso País – especificamente na Região Amazônica – há um patrimônio genético incomensurável e ainda inexplorado, com enorme potencial na área biomédica e farmacêutica. E o Brasil, além de ter sua biodiversidade ameaçada, perde anualmente uma quantia incalculável e irrecuperável com o tráfico de animais silvestres. Só o mercado mundial de hipertensivos movimenta anualmente cerca de U$ 500 milhões, sendo um dos princípios ativos desses medicamentos retirado do veneno de serpentes, como a jararaca, da qual um grama de veneno vale US$ 600,00. E nós brasileiros achamos que somos espertos… e malandros!

A inventividade dos traficantes é sem limites. É comum o transporte de ovos de pássaros tropicais, em maletas sofisticadas que funcionam como incubadoras portáteis. O investimento compensa, pois alguns psitacídeos raros chegam a valer até US$ 60.000,00 nos mercados europeus. Na Austrália, uma mulher tentou embarcar num vôo internacional carregando dezenas de ovos de cacatua em pequenos sacos costurados no seu colete.

Um outro problema, nada menor, é que o tráfico de animais silvestres pode ser vetor de doenças, como indicam os casos de febre do oeste do Nilo, na cidade de New York.

Bom, vocês devem estar perguntand o que isso tem a ver com marketing? É que eu quero fazer a promoção da mais atuante entidade contra o tráfico ilegal de animais no Brasil, a Rede Nacional Contra o Tráfico de Animais Silvestres (Renctas)

A Renctas é um projeto desenvolvido em parceria com o Ibama e a Interpol, visando coordenar a contribuição da sociedade civil aos órgãos de fiscalização e inteligência nacionais e internacionais no combate ao tráfico de animais silvestres. Essa contribuição inclui a realização de seminários e palestras, a capacitação profissional de agentes ambientais, a produção de material didático-científico e a criação de Centros de Triagem e Reintrodução de Animais Silvestres (Cras).

E a Renctas precisa de ajuda para cumprir sua tarefa. É preciso que todos ajudemos, com recursos, informação e divulgação, no combate a essa vergonha que é o tráfico de animais. Não é um problema menor. Além de tudo, é grande o prejuízo à imagem de um país que, além de assistir passivamente à devastação de suas florestas e seus rios, permite a progressiva aniquilação de sua fauna.

Procure a Renctas. Ajude a Renctas. Você vai estar ajudando o Brasil. Acesse www.renctas.org.br . Email: renctas@renctas.org.

Luiz Antonio Viana

E-mail:viana@globocabo.com.br

Pin It

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

« »

Scroll to top